Compartilhar via...

 Imprimir




Mensagem Especial



Guardando a Paz de Deus em Nós

    

 

Meus amados irmãos,

A natureza humana clama por paz. Uma sede de paz, até mesmo desconhecida por aqueles que pouco ou nunca a experimentaram. Por exemplo, imaginemos uma pessoa que nasceu em um tempo de guerra e cresceu em meio a lutas e tristezas. Talvez, ela chegue a dizer: Paz? Que paz? Isso existe?

Porém, há uma Boa Notícia da Palavra de Deus, uma garantia de paz no Senhor Jesus:

“Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio,” (Efésios 2:14)

Aliás, o nosso Deus e Senhor Jesus Cristo é o Príncipe da Paz, isto é, se alguém está sedento por paz verdadeira, então precisa tratar isso com ELE mesmo.

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” (Isaías 9:6)

Mas, como manter a paz do Senhor Jesus em nós? A Palavra de Deus nos dá a solução. Meditemos...

Quando estamos alegres, não há espaço para preocupações e lembranças ruins e tristes. Em tempos de alegria, aproveitam-se os momentos e tudo mais fica para depois. A alegria reina absoluta e parece não haver falta de nada. Por isso, observamos as pessoas do mundo querendo se entupir de “alegria” a qualquer custo (a falsa alegria), de modo a tentarem aplacar a falta de paz em seus corações e mentes. O inimigo aproveita muito isso, oferecendo o que leva ao pecado e, passo a passo, roubando, matando e destruindo mais e mais nas vidas imersas na falsa alegria.

Ao contrário da falsa, todos precisam da verdadeira alegria. É a alegria que nos preenche totalmente e, verdadeiramente, nada nos falta. A Palavra de Deus enfatiza para nos alegrarmos sempre com esta alegria, que é a alegria no Senhor. Eis a verdadeira alegria:

“Regozijai-vos, sempre, no Senhor; outra vez digo: regozijai-vos.” (Filipenses 4:4)

Portanto, não podemos dar ocasião a mais nada, mas ocupamos a nossa mente e coração, louvando a Deus, glorificando a ELE e orando em gratidão por todas as alegrias do SENHOR que já tivemos. Afinal, cada um de nossos dias deve ser consagrado ao nosso Deus e a alegria do SENHOR é a nossa força:

“Disse-lhes mais: Ide, e comei as gorduras, e bebei as doçuras, e enviai porções aos que não têm nada preparado para si; porque esse dia é consagrado ao nosso Senhor; portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do SENHOR é a vossa força.” (Neemias 8:10)

Outra conduta, para que tenhamos a certeza de manter a paz do SENHOR em nós, é manter a presença DELE perto de nós. Para isto, precisamos nos esforçar para sempre sermos amáveis, perdoadores e imparciais diante das pessoas. Elas devem notar, em nós, este amor. Deus é Amor e, quando tratamos as pessoas com amor, ELE está perto:  

“Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor.” (Filipenses 4:5 – versão NVI)

Para manter a paz de Deus em nós, também precisamos sempre vigiar o que está ocupando as nossas mentes. É fácil... Basta enxergarmos os nossos pensamentos como expostos numa vitrine. A pergunta é: Se o Senhor Jesus estivesse olhando para a nossa vitrine, exporíamos tal coisa para ELE ver? Se a resposta sincera for não, então devemos tirar isso de nossa vitrine, temos que remover tal pensamento e colocar lá o que é bom. A Palavra nos diz:

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4:8)

Ligado a Filipenses 4:8, para manter a presença do Deus de paz conosco, é necessário fazer tudo o que aprendemos em Jesus, imitando todo bom exemplo, que se pode ver, na vida de quem não só ensina a Palavra de Deus, mas vive para cumpri-LA: 

“O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco.” (Filipenses 4:9)

Notemos que, até agora, meditamos em como manter a paz em nós ou o Deus de paz perto de nós. Mas, o que fazer se inquietações já estão presentes em nossos corações e mentes? Precisamos agir, uma vez que a Palavra de Deus nos diz para não estarmos inquietos por coisa alguma. Não podemos permitir que algo venha roubar a nossa paz! A mesma Palavra nos diz o que fazer, antes que qualquer coisa nos leve às inquietações e estas, sem impedimento, ocupem lugar em nós:

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças.” (Filipenses 4:6)

Se fizermos assim, orando e suplicando, com ação de graças, receberemos a bênção de termos a paz de Deus. Esta paz é tão poderosa, que pessoas a nossa volta podem ficar sem entender como pode ser possível estarmos em paz, diante de circunstâncias ruins. Mas, ainda que não elas entendam, a paz de Deus é que guardará os nossos corações e as nossas mentes, mesmo diante de qualquer coisa adversa:

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:7 – versão ARA)

Amados, não somente teremos paz, mas a Palavra de DEUS nos garante que, procedendo assim, nós teremos os nossos corações e pensamentos guardados pela paz de Deus. Aleluia! ELE não nos chamou para outra coisa, senão para vivermos em paz:

“mas Deus chamou-nos para a paz.” (1 Coríntios 7:15b)

Deus maravilhoso, que é a nossa Paz! Amém. 

Glória a Deus. 

No amor do Senhor Jesus Cristo,

Missionário Ricardo.

Voltar






WhatsApp


facebook


Google+



 Imprimir




|

EVANGELON

|

Bíblia Sagrada

|

A Pregação

|

Louvor

|

Testemunhos

|

Igrejas

|

Caridade

|